Carbonização


1. BIBLIOTECA
1.1.ARTIGOS TÉCNICOS (carbonização)
•    Resfriamento rápido de fornos de carbonização.

“No processo produtivo do carvão vegetal, é possível aumentar a eficiência global de transformação da lenha de eucalipto em carvão vegetal. Em processos industriais, o tempo de resfriamento da massa de carvão varia de 6 a 8 dias, com a utilização do resfriamento natural da massa de  carvão,  sendo  que  a temperatura  para  a  abertura  dos  fornos  de  carbonização  é  de  cerca  de  60  ºC...”
http://www.scielo.br/pdf/eagri/v30n6/a04v30n6.pdf


•    A Tecnologia de Pirólise no Contexto da Produção Moderna de Biocombustívies: Uma Visão Perspectiva.

“Este material aborda o estado atual e as perspectivas de desenvolvimento para a tecnologia de pirólise no contexto mais abrangente das fontes renováveis de energia...”
http://ambientes.ambientebrasil.com.br/energia/artigos_energia/a_tecnologia_de_pirolise_no_contexto_da_producao_moderna_de_biocombustivies:_uma_visao_perspectiva.html


•    Valorização dos gases da carbonização da madeira via rota de combustão

“A produção de carvão vegetal a partir de florestas plantadas mudou de forma determinante a logística desta atividade dotando-a de escala e fixando a estrutura de produção composta por fornos e periféricos. A lógica de se ter os fornos construídos ao lado das frentes de exploração florestal, e se deslocando junto com ela na medida em que a colheita é realizada foi abandonada. A partir de então, tem-se buscado uma forma de aproveitar a disponibilidade energética contida nos gases da carbonização...”
http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/9906


•    Avaliação da carga de trabalho físico e análise biomecânica de trabalhadores da carbonização em fornos tipo "rabo-quente".

Este estudo teve como objetivo principal avaliar a carga de trabalho físico e a análise biomecânica de 20 trabalhadores da carbonização em fornos tipo "rabo-quente", localizados no Norte do Estado de Minas Gerais. Para análise da freqüência cardíaca, foi utilizado o sistema Polar Eletro Oy da Finlândia...
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-67622007000500009


•    Estudo das metodologias da Convenção- Quadro das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, referentes à avaliação de emissões de gases de efeito estufa na produção de carvão vegetal.

Este trabalho teve como objetivo avaliar a relação entre a emissão de CH4 e temperaturas finais de carbonização de madeira de Eucalyptus urograndis, conforme a metodologia AMSIIIK (UNFCCC, 2008). Da mesma forma, pretendeu-se avaliar a relação entre a emissão de CH4 e o rendimento gravimétrico em carvão (base seca), conforme preconizado pela metodologia AM0041 (UNFCCC, 2006)...
http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-17032011-160508/pt-br.php

•    Influência da velocidade de carbonização da madeira nos rendimentos e nas propriedades do carvão produzido.

Neste estudo, carbonizou-se madeira de Eucalyptus tereticornis, em  retorta elétrica, escala de laboratório, a uma  temperatura  final  de  450°C  e  às  velocidades inicialmente  propostas  de  0,42;  0,63;  0,64;  1,05 e 1,25°C/min.  Após  os  testes,  foram estimadas novas velocidades para cada carbonização, usando-se as leituras da evolução real de  temperatura.  Os valores de rendimentos gravimétricos, em carbono  fixo,  de  composição química  imediata,  de  densidade  aparente  e  verdadeira...
http://www.ipef.br/publicacoes/scientia/nr41-42/cap09.pdf


•    Produção de carvão vegetal em fornos cilíndricos verticais: um modelo sustentável.

Este artigo se propõe a comparar dois sistemas produtivos de carvão vegetal – de um lado o sistema de carbonização
tradicional  e  de  outro  o  sistema  de  carbonização  em fornos  cilíndricos  verticais,  quanto  aos aspectos técnicos e econômicos, a partir do estudo de caso de duas empresas...
http://www.simpep.feb.unesp.br/anais/anais_13/artigos/1208.pdf


•    Correlações entre características físicas e químicas da madeira e a produção de carvão vegetal. 1 - Densidade e teor de lignina da madeira de eucalipto. J.O. Brito; L.E.G. Barrichelo. IPEF 14: 09 - 20. (1977)
“...A utilização  da  madeira  de  eucalipto  tem  sido  feita  em  função  do  "material disponível"  ou  de  espécies  já  consagradas  pelo  uso  ou  pela  tradição,  mercê  dos  esforços dispendidos  pelas  empresas  tradicionais  na  produção  de  carvão  para  a  siderurgia.  Todavia, a  tecnologia  atual  carece  ainda  de  informações  cientificamente  obtidas  da  perfeita adequação  das  espécies  (com  respectivas  idades  de  corte,  manejo,  etc.)  para  o  objetivo  em apreço...”
http://www.ipef.br/publicacoes/scientia/nr14/cap01.pdf


•    Comportamento isolados da lignina e da celulose de madeira frente à carbonização. J.O. Brito; L.E.G. Barrichelo. Circular Técnica IPEF nº 28. 04 pp. (1977)

“Na  determinação  da  qualidade  do  carvão  vegetal  destinado  à  siderurgia,  uma  das propriedades  fundamentais  a  ser  analisada  é  o  seu  teor  em  carbono  fixo.  Quanto  maior  esse teor, melhor será a qualidade do carvão.
O  teor  de  carbono  fixo  de  um  determinado  carvão,  evidentemente  possui  uma relação  direta  com  o  tipo  de  madeira  que  o  originou.  Há trabalhos na  literatura  que demonstram  perfeitamente  que  o  teor  de  carbono  fixo  do  carvão  está  diretamente correlacionado  com  o  teor  de  lignina  na  madeira...”
http://www.ipef.br/publicacoes/ctecnica/nr028.pdf

•    Correlações entre características físicas e químicas da madeira e a produção de carvão. 2 - Densidade da madeira x densidade do carvão. Perspectivas de melhoramento. J.O. Brito; M. Ferreira; L.E.G. Barrichelo. Boletim Informativo IPEF 6(16): 80 - 86. (1978)

“ O desenvolvimento das espécies florestais é afetado por uma diversidade de fatores  ambientais.  Quando se trata  da  introdução  de  espécies,  a  observação  das  similaridades ambientais, entre a região de ocorrência natural e  a nova região onde serão introduzidas as espécies, é de fundamental importância para que se  atinja os propósitos da introdução, ou seja, que se selecione as espécies que melhor se adaptem ao novo meio...”
http://www.ipef.br/publicacoes/boletim_informativo/bolinf16.pdf


•    Reflexões sobre a qualidade do carvão para uso siderúrgico. J.O. Brito. Circular Técnica IPEF nº 181. 06 pp. (1993)
“...Ser  inodoro,  ser  duro,  apresentar  ruído  metálico  ao  ser  quebrado,  ter  uma  superfície de  ruptura  curva,  lisa  e  sedosa,  mostrar  a  estrutura  da  madeira,  queimar  sem  desprender fumaça,  fagulha  ou  cheiro,  ter  cor  negra  e  brilhante.  Esta  é  uma  das  mais  práticas  e conhecidas  maneiras  para  se  definir  o  que  seja  um  carvão  vegetal  dito  "de  qualidade".  No entanto,  tal  definição  é  bastante  simplista  para  a  definição  do  conceito  de  qualidade  do produto para emprego siderúrgico...”
http://www.ipef.br/publicacoes/ctecnica/nr181.pdf

•    A escolha certa do carvão. J.O. Brito; A.P. Melo. Revista Churrasco e Churrascarias 5(24): 16. (2002).
“Quem inicia na arte de churrasquear às vezes se esquece que para se fazer um bom churrasco a escolha do carvão apropriado e a maneira de se preparar a churrasqueira são fatores muito importantes para se comer uma carne saborosa.
No mercado há diferentes tipos de carvão, mas os mais indicados são os totalmente feitos de eucaliptos. “Porque dão um...”
http://www.ipef.br/tecprodutos/escolhacarvao.asp


•    Os principais desafios da prática de produção de carvão vegetal no Brasil. J.O. Brito. Revista Opiniões. Jun-Ago. (2008)

“... Se o Brasil é o maior produtor e consumidor mundial de carvão vegetal, a expressividade dos números envolvidos refletem-se na grandeza dos desafios existentes nas atividades...”
http://www.revistaopinioes.com.br/cp/materia.php?id=237

1.2.SUSTENTABILIDADE
•    Avaliação de biocombustível derivado do bio-óleo obtido por pirólise rápida de biomassa lignocelulósica como aditivo para gasolina

“O uso de derivados do bio-óleo como combustível em veículos de transporte é tecnicamente possível, mas existe a necessidade de pesquisas e investimentos...”
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-40422010000400003&script=sci_arttext


•    Florestas energéticas e resíduos são fontes de bio-óleo e biocarvão
“Utilizando madeira de eucalipto no processo de pirólise rápida, a Embrapa Agroenergia (Brasília/DF), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento produziu bio-óleo que também pode ser fabricado a partir de quase todos os tipos de materiais orgânicos...”
http://www.infobibos.com/Artigos/2011_2/BioOleo/Index.htm


•    Crédito de carbono: investimento sustentável
“...Este trabalho aborda desde a concepção até os processos finais desse projeto, concentrando-se em criar uma determinada fonte de renda “verde”, já que a comercialização do Crédito de Carbono pelas “empresas verdes”, tornou-se uma forma sustentável de ganhar dinheiro...”
http://fgh.escoladenegocios.info/revistaalumni/artigos/edEspecialMaio2012/vol2_noespecial_artigo_11.pdf

 

•    Emissão de gases de efeito estufa

“ Aumentos recentes na concentração de gases traço na atmosfera, devido à atividade antrópica, têm levado a um impacto no balanço de entrada e saída de radiação solar do planeta, tendendo ao aquecimento da superfície da terra. A mudança na radiação líquida média no topo da troposfera, decorrente de uma alteração na radiação solar ou infravermelha, é designada forçante radiativa...”
http://www.biotecnologia.com.br/revista/bio17/17_egee.pdf


•    Considerações teóricas sobre o conceito de sustentabilidade

“ Este  artigo  apresenta  revisão  de  literatura  da  temática  sustentabilidade,  enfocando  abordagens, origens e a integração de seus diversos aspectos e facetas. Trata-se de artigo teórico cuja metodologia foi  desk-research  ,com  base  em    anais  de  Congressos,  e  do  Banco  Digital  de  Teses  e  Dissertações (BDTD),  entre  2000  e  2010...”   
http://www.aedb.br/seget/artigos10/31_cons%20teor%20bacha.pdf


•    Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições

“Este trabalho, de cunho teórico, tem como principal objetivo analisar a relação entre sustentabilidade e inovação, tendo como referencial a teoria institucional. Para tanto, o artigo inicialmente analisa a questão do desenvolvimento sustentável, a partir de uma dimensão histórica da evolução do tema...”
http://rae.fgv.br/sites/rae.fgv.br/files/artigos/10.1590_S0034-75902010000200002.pdf

 

 

 

 

 

 

Av. Coronel Cacildo Arantes, 377, Parque Hylea, CEP: 38055-020. Uberaba-MG
ondatec@ondatec.com | Telefone: 34-3313-7475 / 34-3313-7401

Todos os direitos reservados - www.ondatec.com.br

301 Moved Permanently

Moved Permanently

The document has moved here.


Apache Server at www.companhiadamidia.com.br Port 80